Período de Chuva em Condomínio

Período de Chuva em Condomínio: Como Evitar Problemas?

As chuvas de verão causam diversos estragos como alagamentos, quedas de árvores, falta de energia elétrica, deslizamentos de terra, entre outros. Por isso, é essencial ficar atento as medidas necessárias para o período de chuva em condomínio.

De acordo com Instituto Nacional de Meteorologia, em São Paulo, a chuva de janeiro de 2022 ficou 31% acima da climatologia. O mês registrou o total de chuva de 378,6 mm, que é o maior desde 2017.

Diante disso, é necessário saber quais atitudes você precisa tomar em relação aos cuidados necessários no condomínio.

Continue lendo o texto e confira!

 

Melhores práticas para o período de chuva em condomínios

Para evitar qualquer tipo de transtorno causado pelas chuvas e os ventos fortes que muitas vezes as acompanham, é preciso tomar algumas medidas tanto nas unidades, quanto nas áreas comuns no condomínio.

Para te ajudar nesse processo, fizemos um check-list para você conferir se tudo está preparado e seguro para receber as chuvas. Confira:

Unidades

  • Limpe e desobstrua os ralos para evitar inundações de varandas e sacadas abertas;
  • Faça uma verificação preventiva da vedação das esquadrias e janelas;
  • Mantenha as venezianas bem fechadas para evitar que, em caso de chuva com vento, impeça a entrada de água pelas frestas de respiro;
  • Em casos de tempestades, proteja objetos pendurados como lustres, da ação direta do vento;
  • Em casos de viagem, lembre-se de realizar o fechamento e travamento de janelas e portas.

 

Áreas Comuns

  • Treine os colaboradores para que fiquem atentos à mudança brusca das condições do tempo e adotem as medidas preventivas;
  • Limpe diariamente ou sempre após as chuvas todos os ralos, grelhas, calhas no subsolo, térreo e barrilete;
  • Confira as bombas que fazem a retirada de água da chuva do prédio (bombas de drenagem);
  • Verifique as condições do gerador de energia;
  • Evite obras no período de chuvas;
  • Limpe a tubulação de água de chuva e esgoto, caixa de esgoto no térreo e os drenos nos jardins.

 

O período de chuvas em condomínio passou! O que devo fazer agora?

Após o período de chuva em condomínio o ideal é verificar quais danos foram causados devido a esse evento climático. Dessa forma, o condomínio pode fazer os reparos necessários e manter o seu principal compromisso: proporcionar aos condôminos segurança e bem-estar.

Se necessário, o condomínio ainda pode acionar o seguro do condomínio, isso quando estiver de acordo com as cláusulas contratuais.

 

O seguro de condomínio cobre esse tipo de situação?

De acordo com o Artigo 1.346 “É obrigatório o seguro de toda edificação contra o risco de incêndio ou destruição, total ou parcial.”

A cobertura depende de qual tipo de seguro de condomínio que foi contratado. Os planos que são mais básicos geralmente cobrem queda de raio e aeronaves, incêndios e explosões. Mas podem ser inclusos adicionais como desastres naturais, quebra de vidros, entre outros.

Vale ressaltar que o seguro de condomínio é valido apenas para as áreas comuns e estruturais, ou seja, ele não abrange as unidades. Por isso, caso desejar, para as unidades o condômino deve contratar por contra própria um seguro.

 

Agora que você conhece os principais cuidados que deve tomar em relação ao período de chuva em condomínio, confira tudo o que você precisa saber sobre o seguro de condomínio: clique aqui!

Commentários (0)
Postar um comentário
Commentários (0)
Postar um comentário