Administradora de Condomínios

Administradora de condomínios: Tudo o que você precisa saber antes de contratar

A gestão de um espaço residencial consiste em um processo complexo e burocrático e a contratação de uma administradora de condomínios é o caminho ideal para facilitar o dia a dia dos síndicos (que, na sua maioria, prestam serviço voluntário) e dos condôminos que anseiam chegar ’em casa’ e perceber que tudo está funcionando muito bem.

Quer saber mais sobre essas empresas e como elas podem auxiliar o seu empreendimento? Então acompanhe o nosso post!

O que é uma administradora de condomínios? Entenda seus deveres

O Artigo 1348 do Código Civil, que estabelece as funções e deveres do síndico, diz que “o síndico pode transferir a outrem, total ou parcialmente, os poderes de representação ou as funções administrativas, mediante aprovação da assembleia, salvo disposição em contrário da convenção”.

Nesse caso, o objetivo da administradora de condomínios é prestar suporte à gestão condominial. Ou seja, a empresa é responsável por realizar uma série de processos, que envolvem manutenções, controles administrativos e acompanhamento financeiro.

Além disso, é de responsabilidade de administradora lidar com questões jurídicas e organização dos funcionários terceirizados, independente do setor.

É válido pontuar que as atividades exercidas pelas administradoras podem variar de acordo com as cláusulas contratuais. Isso porque é possível optar por diferentes tipos de serviços.

E o síndico?

Engana-se quem pensa que a administradora substitui o trabalho do síndico no condomínio. Esse permanece como representante dos condôminos, tanto em juízo quanto fora dele. Ou seja, continua responsável por quaisquer questões que envolvam o empreendimento.

A administradora de condomínios, por sua vez, realiza os processos administrativos do espaço, o que inclui todos os trabalhos burocráticos como observância dos prazos de certificados, seguros, contabilidade, jurídico  e recursos humanos,etc.

Fica a cargo do síndico a missão de zelar pela integridade e bem-estar do condômino. Nesse sentido, uma das vantagens em terceirizar processos internos justamente a possibilidade de dar mais atenção às necessidades dos moradores.

Além disso, o síndico ganha mais tempo hábil para planejar melhorias estruturais ou administrativas do condomínio.

Dever da administradora para os condôminos

Em relação aos moradores, a administradora de condomínios tem por responsabilidade dar suporte ao síndico para a contratação dos serviços de manutenção dos espaços comuns, sejam empresas terceirizadas ou na contratação de mão de obra própria, tais como:

  • Jardins;
  • Piscinas;
  • Parques;
  • Locais para pets;
  • Portaria;
  • Entre outros.

A execução dos serviços de manutenção deve ser acompanhada pelos zeladores, que tem a função de coordenar os funcionários próprios e/ou terceirizados.

Além disso, a administradora também deve auxiliar o condomínio na contratação de profissionais ou empresas para realizar o atendimento, gestão de visitantes, controle de correspondências e segurança do espaço.

Em casos de inadimplências, cabe à administradora notificar o condômino por meio de cartas ou telefonemas. As administradoras devem dar suporte ao desenvolvimento das assembleias e participam delas, apesar de não possuírem voto.

Entidades que regem as atividades das administradoras de condomínios

Como qualquer outro tipo de serviço, antes de contratar uma administradora, é importante se atentar as certificações que essa empresa possui. Nesse sentido, cabe destacar algumas entidades (ou organizações) que regem as ações das administradoras.

A principal certificação é o PROAD (Programa de Auto-regulamentação da Administração de Condomínios), que já certificou um pouco mais de 25% dos condomínios da capital paulista. O selo foi criado pela AABIC (Associação das Administradoras de Bens Imóveis e Condomínios de São Paulo) e a Secovi-SP (Sindicato da Habitação).

De modo geral, a certificação visa reconhecer as administradoras que seguem as diretrizes necessárias para a gestão eficaz de um condomínio.

Como você pôde comprovar, contar com o serviço de uma administradora de condomínios pode ser bastante eficaz para a gestão de um empreendimento imobiliários.

Entretanto, para garantir o bem-estar do moradores e funcionários, é importante ficar atento e contratar uma empresa experiente, ética e que preze pela qualidade e eficiência em suas atividades.

Quer saber mais sobre esse e outros assuntos relacionados à gestão de condomínios? Então continue acompanhando o blog da Manager e saiba o que é fundo de reserva e como deve ser usado.

Commentários (0)
Postar um comentário

Commentários (0)
Postar um comentário