administração de condomínios

Quem é quem na administração de condomínios?

A administração de condomínios é uma atividade tão complexa quanto a gestão de uma empresa. Gerir um empreendimento imobiliário envolve diversas áreas, como financeira, administrativa, tributária, recursos humanos, mediação de conflitos e manutenção.

E, assim como no ambiente corporativo, para que a administração de condomínios seja eficiente e assertiva, depende do trabalho de diversos profissionais, os quais têm diferentes atividades e responsabilidades, as quais, juntas, proporcionam tranquilidade e satisfação para moradores e usuários.

Veja quem são esses profissionais e suas respectivas atribuições:

Síndico

Segundo o Art. 1348 do Código Civil, o síndico é o representante ativo e passivo do condomínio, ou seja, em juízo ou fora dele. Esse profissional deve praticar ações necessárias para a defesa dos interesses coletivos dos condôminos.

Em linhas gerais, o síndico é o responsável pela gestão dos empreendimentos, sejam eles residenciais, comerciais ou mistos.

Suas principais responsabilidades são manter a saúde social, financeira e contábil dos condomínios. Além disso, também é o encarregado de mediar conflitos e estimular a boa convivência e empatia entre vizinhos.

Entre suas principais tarefas estão:

  • representar o condomínio em defesa dos interesses coletivos;
  • convocar assembleias de condôminos;
  • cumprir e fazer cumprir a convenção coletiva, o regimento interno e as decisões tomadas em assembleia;
  • zelar pela conservação das áreas comuns;
  • prestar contas aos condôminos pelo menos uma vez ao ano e quando solicitado;
  • contratar prestadores de serviços para manutenção e reparos;
  • manter as contas do condomínio em dia;
  • comunicar imediatamente os condôminos sobre a existência de procedimentos judiciais que envolvam o condomínio;
  • fiscalizar o pagamento de taxas e inadimplências;
  • garantir a contratação de seguro condominial;
  • fiscalizar e coordenar funcionários e prestadores de serviço;
  • cuidar da contabilidade.

Administradora de condomínios

Na medida em que a estrutura e gestão dos empreendimentos foi se tornando cada vez complexa, as tarefas pertinentes ao síndico foram aumentando e, com isso, a necessidade de contratação das administradoras de condomínio.

Essas empresas têm o objetivo de atuar como um apoio aos síndicos, realizando atividades como contabilidade, previsão orçamentária, gerenciamento de arquivos documentais, emissão de documentos de cobrança, assessoria e conselho fiscal.

É importante frisar, entretanto, que não é papel da administradora de condomínios tomar decisões ou providências, mas alertar aos síndicos para que o façam, cabendo a ele seguir as orientações ou não.

Conselho administrativo

Para que a administração de condomínios conte com análise de contas, fiscalização e emissão de pareceres são designados três conselheiros, os quais fazem parte dos conselhos administrativos.

Se estiver previsto em convenção o empreendimento pode contar ainda com o conselho consultivo, área de consulta do síndico, o qual também é formado por três membros.

Entre os papeis do conselho administrativo estão:

  • conferir as contas dos condomínios, comparando com comprovantes de pagamento;
  • analisar contas apresentadas pelo síndico;
  • emitir pareceres sobre as contas e apresentá-los nas assembleias;
  • autorizar despesas extras que não foram previstas no orçamento anual;
  • auxiliar o síndico em seus afazeres.

 Zelador

O trabalho de um zelador é essencial para o bom funcionamento dos condomínios. Isso porque esse profissional atua como um braço direito do síndico, cabendo a ele a supervisão do trabalho de profissionais de limpeza, conservação, manutenção, porteiros e demais prestadores de serviço.

Também é função do zelador auxiliar o síndico ou a administração de condomínio nas atividades que forem necessárias.

Além disso, são suas atribuições inspecionar sistemas de segurança, iluminação, itens de lazer, distribuir correspondências, fazer cumprir regulamentos e convenções, acompanhar mudanças, manter a ordem geral do condomínio e liderar a equipe de funcionários.

Gerente predial

O gerente predial é um profissional designado pela administradora de condomínios para gerenciar serviços de manutenção, portaria e segurança, administração de contratos e negociação de insumos e serviços.

Além disso, dentro da administração de condomínios, devem coordenar tarefas administrativas, realizar cotações, compras, controle de almoxarifado, contas a pagar e receber, elaborar o planejamento financeiro e produzir relatórios gerenciais.

Assim como o zelador, o gerente predial também atua como um braço direito do síndico, a diferença é que sua função exige conhecimentos mais aprofundados sobre assuntos técnicos, como elétrica e hidráulica, burocráticos, como cotações, e administração de pessoal.

Como você pôde ver, a administração de condomínios envolve uma série de atividades e funções, as quais devem ser desempenhadas com todo o profissionalismo e seriedade para que os empreendimentos tenham um funcionamento altamente satisfatório para os condôminos.

Quer saber mais sobre esses assuntos relacionados à condomínios? Quer compreender melhor o papel de cada pessoa dentro de um condomínio? Confira o nosso guia e descubra, de uma vez por todas, quais são os papéis e as obrigações de cada um dentro da rotina do condomínio.

Commentários (0)
Postar um comentário

Commentários (0)
Postar um comentário